O que é ablação por cateter?

A American College of Cardiology (ACC), a American Heart Association (AHA) e a Heart Rhythm Society (HRS) recomendam a ablação por cateter para pacientes com Fibrilação Atrial quando os medicamentos não são efetivos no controle da doença.1

Ablação por cateter é um procedimento minimamente invasivo, realizado por um eletrofisiologista. O eletrofisiologista é um cardiologista especializado no diagnóstico e tratamento de arritmias e determina onde o tecido anormal do coração está localizado.

Um sistema de mapeamento 3D, que atua como um sistema de navegação, é usado para gerar um mapa do coração em tempo real. Guiado por esse mapa, o eletrofisiologista insere o cateter no coração para localizar a fonte de sinais elétricos irregulares.

Quando a fonte da sua Fibrilação Atrial é localizada, cateteres terapêuticos transmitem ondas de radiofrequência, gerando calor suficiente para produzir uma pequena lesão na parte desejada do tecido cardíaco. Esse processo impede que impulsos elétricos anormais persistam causando a sua arritmia cardíaca.

1January CT, Wann LS, Alpert JS, et al. 2014 AHA/ACC/HRS Guideline for the Management of Patients With Atrial Fibrillation: Executive Summary, Journal of the American College of Cardiology (2014), doi: 10.1016/j.jacc.2014.03.021.

Saiba o que esperar, como se preparar e o que acontece após o procedimento de ablação por cateter

Por que ablação por cateter?

Provavelmente, se seu médico recomendou que você realize uma ablação por cateter – também conhecida como ablação por radiofrequência – é porque outras opções de tratamento não obtiveram o resultado desejado.

Na ablação por cateter, um eletrodo fornece uma corrente de baixa voltagem e alta frequência que neutraliza o tecido cardíaco responsável pela sua arritmia. A maior parte das pessoas que fazem ablação por cateter tem:

  • Redução do número de episódios de arritmia por um longo prazo e a redução da severidade dos sintomas, ou
  • Retorno de um ritmo cardíaco normal1

Isso significa que, após uma ablação por cateter bem sucedida, existe a possibilidade de obter o controle da frequência ou batimento cardíaco sem a necessidade de medicamentos, ou reduzindo a quantidade utilizada. Não faça alterações no uso dos medicamentos sem antes consultar um médico.

O que eu posso esperar durante a ablação por cateter?

Ablação cardíaca é considerada segura, então as chances de ocorrerem complicações são extremamente baixas.2 O eletrofisiologista irá discutir todos os potenciais riscos com você antes do procedimento. O procedimento de ablação por cateter sempre começa com um estudo de eletrofisiologia.

Como me preparo para a ablação por cateter?

O seu médico lhe informará se é necessario interromper o uso de seus medicamentos. Não modifique o uso destes sem antes consultar seu médico.

Geralmente, seu médico lhe orientará a permanecer em jejum de 6 a 8 horas antes do exame.

A área onde o cateter será inserido será limpa profundamente e raspada. Geralmente a inserção ocorre na virilha, mas também pode ser pelo pescoço. Você receberá anestesia local na área.

Você tomará um sedativo. Seu eletrofisiologista irá inserir o cateter, e inicialmente você pode sentir uma leve pressão no local da inserção.

O que acontece durante o procedimento de ablação por cateter?

A ablação cardíaca é um procedimento minimamente invasivo que tem duas fases: o mapeamento e a ablação

Mapeamento

Primeiro, será feito um “mapa” do seu coração usando cateteres, para identificar o local do sinal elétrico anormal que está causando a sua arritmia. Os cateteres são tubos finos e flexíveis que são inseridos através do sistema circulatório. O cateter para mapeamento tem um pequeno sensor eletromagnético na ponta, que se comunica com um sistema eletroanatomico 3D e de ablação para construir uma imagem do seu coração.

O mapa resultante da ao seu eletrofisiologista informações detalhadas sobre como é seu coração e onde há anormalidades no circuito elétrico. A tecnologia utilizada é semelhante à teconologia de GPS, usada em sistemas de navegação.

Ablação

Após a criação de um mapa 3D do seu coração, o cateter é direcionado até as áreas identificadas. O Eletrofisiologista usa ondas de radiofrequência para neutralizar essas pequenas partes do tecido cardíaco que estão gerando e conduzindo atividade elétrica anormal. A ablação bloqueia os impulsos elétricos que causam seu batimento cardíaco irregular.

O procedimento todo, incluindo o estudo de eletrofisiologia e mapeamento, dura algumas horas.

O que acontece após o procedimento de ablação por cateter?

Imediatamente após a ablação por cateter, seu eletrofisiologista irá remover o cateter, e aplicar pressão no local da inserção para minimizar ou evitar sangramento. Um curativo pode ser aplicado. É importante permanecer imóvel durante esse período.

Você provavelmente ficará em observação por algumas horas, ou durante a noite, podendo ir para casa no próximo dia.

Em casa, você deverá limitar suas atividades por alguns dias, evitando esforço físico extenuante. A maior parte das pessoas pode voltar a rotina normal após alguns dias.

É comum surgir um pequeno hematoma ou nódulo onde o cateter foi inserido. Você deverá entrar imediatamente em contato com seu médico caso a região fique quente, sensível, dolorida ou inchada. Você também deve entrar em contato com seu médico se ocorrerem sintomas como febre ou tontura. Siga as instruções do seu médico cuidadosamente, referente a medicamentos e consultas de acompanhamento.

1Rukshen Weerasooriya, BMEDSC(HONS), MBBS,*† Paul Khairy, MD, PHD,‡ Jean Litalien, MD et al. Catheter Ablation for Atrial Fibrillation Are Results Maintained at 5 Years of Follow-Up? JACC Vol. 57, No. 2, 2011 ISSN 0735-1097/$36.00 doi:10.1016/j.jacc.2010.05.061

2Heart Rhythm Society. "Treatments." Copyright, 2004.

O que é ablação por cateter?

Ablação cardíaca é um procedimento minimamente invasivo, na qual é utilizado um cateter fino e flexível inserido, através de veias, no coração, onde os impulsos elétricos cardíacos são estudados e tratados.

Se o médico detectar ritmos cardíacos anormais, ele pode utilizar o cateter terapêutico para emitir ondas de radiofrequência e gerar calor suficiente para criar uma pequena lesão em um determinado local do tecido cardíaco. Isso bloqueia os impulsos elétricos irregulares que causam arritmias como por exemplo fibrilação atrial.

Como a ablação por cateter trata arritmias comuns?

Ablação cardíaca atua em regiões do coração que estão gerando impulsos elétricos anormais e ao neutralizar e bloquear essas regiões, os impulsos são controlados e o batimento cardíaco normal retorna.

Quem realiza o procedimento de ablação por cateter?

A ablação é realizada por especialistas em ritmos do coração, os eletrofisiologistas. Eles são cardiologistas (médicos do coração), que se especializaram em diagnóstico e tratamento de arritmias cardíacas. Seu clínico geral ou cardiologista pode encaminhá-lo a um eletrofisiologista.

Que fatores devo levar em consideração ao cogitar a ablação por cateter como forma de tratamento?

Ablação por cateter é segura?

Ablação cardíaca é um procedimento de baixo risco que pode reduzir os sintomas da arritmia. Em muitos casos, pacientes que realizam ablação tem redução do número de episódios sintomáticos no longo prazo, da severidade dos sintomas e até retorno de um ritmo cardíaco normal.

Isso significa, que medicamentos para o controle de arritmia podem ser reduzidos ou interrompidos após uma ablação por cateter bem sucedida. Os possíveis efeitos colaterais gerados por medicamentos utilizados para controlar as arritmias podem incluir cansaço, falta de ar, tontura, entre outras complicações.

Como em qualquer procedimento, ablação por cateter também apresenta riscos como: inchaço ou hematomas no local de inserção do cateter e infecção. Complicações mais sérias são raras, e incluem dano aos vasos sanguíneos do coração, formação de coágulos (que podem provocar derrame), ataque cardíaco ou morte.

A taxa de complicações para ablação por cateter é relativamente baixa, de 1,6%.1.

Ablação por cateter é eficaz?

Este gráfico mostra a eficácia, comparando dois tipos de tratamento de arritmia cardíaca: ablação por cateter e terapia com medicamentos antiarrítmicos. Ao longo do tempo, pacientes que foram tratados com ablação por cateter tiveram número significativamente menor de recorrência de fibrilação atrial, em relação aos pacientes tratados com medicamentos. Esse estudo clínico foi publicado na revista médica JAMA em 2010.2

Os resultados do estudo demonstram que a ablação por cateter para FA Paroxística é um tratamento mais eficaz. Além disso, após um ano do procedimento, 66% dos pacientes tratados com ablação por cateter não tiveram mais FA, comparado com 16% dos pacientes tratados com medicamentos antiarrítmicos.

Em termos de complicações e situações adversas, somente 4,9% dos pacientes tratados com ablação por cateter relataram problemas, versus 8,8% dos pacientes tratados com medicamentos.

Ablação por cateter irá melhorar minha qualidade de vida?

Ablação por cateter melhora a qualidade de vida.

Um estudo clínico publicado na revista Journal of the American Medical Association (JAMA) demonstra que pacientes tratados por ablação por cateter tiveram melhor qualidade de vida após a ablação, em relação àqueles tratados com medicamentos antiarrítmicos.

O estudo clínico utilizou uma ferramenta de mensuração, a SF-36, que é usada para medir a qualidade de vida dos pacientes. O resultado para pacientes tratados com medicamentos não se alterou quando comparado com a qualidade de vida antes do tratamento. Para pacientes tratados com ablação por cateter, houve melhora significativa. 2 Esse grupo de pacientes se sentiu significativamente melhor após a recuperação do procedimento de ablação por cateter.

A melhora da qualidade de vida é resultado da eliminação dos sintomas relacionados a arritmia, como palpitações, cansaço ou intolerância a esforço.2

Qual é o custo de ablação por cateter?

A ablação é uma terapia mais custo-efetiva em pacientes que apresentam episódios mais frequentes de arritmia. Em 2000, um estudo mostrou que a ablação reduziu as despesas médicas em USD 27.900,00 dólares, quando comparado com tratamento medicamentoso de longo prazo.3


1GE O’Hara, F Philippon, J Champagne, et al. Catheter ablation for cardiac arrhythmias: A 14-year experience with 5330 consecutive patients at the Quebec Heart Institute, Laval Hospital. Can J Cardiol 2007;23(Suppl B):67B-70B.


2 Wilber DJ, Pappone C, Neuzil P, De Paola A, Marchlinski F, Natale A, Macle L, Daoud EG, Calkins H, Hall B, Reddy V, Augello G, Reynolds MR, Vinekar C, Liu CY, Berry SM, Berry DA (2010) Comparison of Antiarrhythmic Drug Therapy and Radiofrequency Catheter Ablation in Patients With Paroxysmal Atrial Fibrillation: A Randomized Controlled Trial. JAMA 303 (4):333-340.

3 Ann Intern Med. 2000; 133: 864-876

Os cateteres NAVISTAR® THERMOCOOL ®, EZ STEER® THERMOCOOL ®NAV, THERMOCOOL ® SF NAV e THERMOCOOL SMARTTOUCH ® Biosense Webster e acessórios relacionados são aprovados pela ANVISA e indicados utilização em mapeamento eletrofisiológico cardíaco (estimulação e gravação) à base de cateter e, quando utilizado em conjunto com um gerador de radiofrequência, para ablação cardíaca. Os cateteres NAVISTAR® THERMOCOOL ®, EZ STEER® THERMOCOOL ®NAV, THERMOCOOL ® SF NAV e THERMOCOOL SMARTTOUCH ® Biosense Webster fornecem informações da localização quando utilizados com o Sistema Carto® EP. Registro Anvisa: NAVISTAR® THERMOCOOL ®(RA: 80145901269), EZ STEER® THERMOCOOL ®NAV (RA: 80145901249), THERMOCOOL ® SF NAV (RA: 80145901399) e THERMOCOOL SMARTTOUCH ® (RA: 80145901380); Sistema Carto® 3 (RA: 80145901192)

Consulte o seu médico para saber se ablação por cateter é a melhor forma de tratamento para você. Assim como qualquer tratamento médico, resultados individuais podem variar. Somente um cardiologista ou eletrofisiologista podem dizer se a ablação é a forma mais apropriada de tratamento para você. Todo e qualquer medicamento deve ser prescrito por um médico capacitado