O que é Fibrilação Atrial?

Tratamento

Relatos de pacientes

Biosense Webster, Inc. te desafia a participar do programa Tenho Arritmia!

O que é
Fibrilação Atrial?

Fibrilação Atrial é uma doença que faz com que as câmaras superiores do coração, ou átrio, bata rapidamente e de uma maneira descontrolada

Esse batimento cardíaco anormal afeta o fluxo sanguíneo e alguns pacientes sentem palpitações no peito.

FA aumenta
a chance de
AVC em: 5x

A chance de desenvolver FA aumenta com a idade e aproximadamente 70% dos pacientes tem entre 65 e 85 anos.1

10%

30%

50%

70%

90%

Aproximadamente 1 milhão de pessoas no Brasil e 33 milhões de pessoas no mundo são afetadas por FA.8

A qualidade de vida pode ser impactada significativamente pelos sintomas da Fibrilação Atrial, que incluem:

Ansiedade
Dificuldade para realizar exercícios físicos
Fadiga Crônica
Falta de ar
Tontura
Dor debilitante
Fraqueza
Batimento cardíaco irregular

A progressão da Fibrilação Atrial

Permanente
Persistente de
Longa Data
Persistente
Paroxística

Fibrilação Atrial pode progredir de paroxística (recorrente) a persistente (contínua) e depois a persistente de longa data (persistente por mais de um ano).4 Pode eventualmente ser classificada como Fibrilação Atrial permanente, uma decisão do médico e do paciente, que significa que não haverá mais tentativas de converter o coração ao seu ritmo normal. Pacientes que progridem a Fibrilação Atrial persistente são mais difíceis de tratar e apresentam sintomas crônicos.

Mais de 50% dos pacientes com Fibrilaçao Atrial não respondem ou não toleram a terapia medicamentosa. 5

Tratamento

A Ablação por cateter é recomendada para pacientes cujo tratamento medicamentoso não foi bem sucedido.7

Ablação por Cateter

Um procedimento minimamente invasivo pelo qual um cateter é inserido através de uma veia e, em seguida, direcionado até o coração. A terapia ablativa é aplicada em áreas específicas no coração para tratar sinais elétricos anormais.

Mais recentemente, a terapia de ablação por cateter com força de contato surgiu como o avanço mais significativo no tratamento da Fibrilação Atrial, porque trouxe resultados superiores para os pacientes, quando comparado com tratamentos anteriores.6

Relatos de pacientes

Sue H.

Sue estava passando por uma mudança estressante quando começou a ter “episódios” de batimento cardíaco irregular. Ela foi diagnosticada com ansiedade, mas descobriu que era FA.

Ken S.

Ken, um executivo aposentado concorrendo a um cargo político, pensou que sua fadiga elevada era normal. Ele foi diagnosticado com FA e procurou um tratamento alternativo após três cardioversões terem oferecido apenas com alívio temporário.

Tim K.

Tim é um piloto que estava preocupado que seu batimento cardíaco irregular poderia acabar com sua carreira. A medicação deixou-o cansado e não corrigiu completamente a FA.

Consulte o seu médico para saber se ablação por cateter é a melhor forma de tratamento para você. Assim como qualquer tratamento médico, resultados individuais podem variar. Somente um cardiologista ou eletrofisiologista podem dizer se a ablação é a forma mais apropriada de tratamento para você. Todo e qualquer medicamento deve ser prescrito por um médico capacitado

1. Fuster V, Rydén LE, Cannom DS, Crijns HJ, CurtisAB, Ellenbogen KA, Halperin JL, Kay GN, Le Heuzey J-Y, Lowe JE, Olsson SB, Prystowsky EN, Tamargo JL, Wann LS. 2011 ACCF/AHA/HRS focused updates incorporated into the ACC/AHA/ESC 2006 guidelines for the management of patients with atrial fibrillation: a report of the American College of Cardiology Foundation/American Heart Association Task Force on Practice Guidelines. J Am Coll Cardiol. 2011;57:e101–98.

2. Naccarelli GV, Varker H, Lin J, Schulman KL. Increasing prevalence of atrial fibrillation and flutter in the United States. Am J Cardiol.2009;104:1534-1539.

3. Lloyd-Jones D, Adams RJ, Brown TM, et al. Heart Disease and Stroke Statistics—2010 Update. A Report from the American Heart Association Statistics Committee and Stroke Statistics Subcommittee. Circulation. 2010;121:e1-e170.Accessed August 15, 2012.

4. Carlo Pappone, MD, Andrea Radinovic, MD, Francesco Manguso, et al. Atrial fibrillation progression and management: A 5-year prospective follow-up study. Heart Rhythm 2008;5:1501–1507

5. Hugh Calkins, Matthew R. Reynolds, Peter Spector, et al. Treatment of Atrial Fibrillation With Antiarrhythmic Drugs or Radiofrequency Ablation: Two Systematic Literature Reviews and Meta-Analyses. Circ Arrhythm Electrophysiol. 2009;2:349-361; originally published online June 2, 2009; doi: 10.1161/CIRCEP.108.824789

6. Natale A, Reddy VY, Monir G, et al. Paroxysmal AF catheter ablation with a contact force sensing catheter: results of the prospective, multicenter SMART AF trial. J Am Coll Cardiol 2014;64:647–56.

7. 2017 HRS-EHRA-ECAS-APHRS-SOLAECE Expert Consensus Statement on Catheter and Surgical Ablation of Atrial Fibrillation

8. Chugh, S.S., Havmoeller, R., Narayanan, K., Singh, D., Rienstra, M., Benjamin, E.J., Gillum, R.F., Kim, Y.-H. McAnulty, J.H., Zheng, Z.-J.: Worldwide epidemiology of atrial fibrillation: a global burden of disease 2010 study. Circulation 129, 837-847 (2013)


Os cateteres NAVISTAR® THERMOCOOL ®, EZ STEER® THERMOCOOL ®NAV, THERMOCOOL ® SF NAV e THERMOCOOL SMARTTOUCH ® Biosense Webster e acessórios relacionados são aprovados pela ANVISA e indicados utilização em mapeamento eletrofisiológico cardíaco (estimulação e gravação) à base de cateter e, quando utilizado em conjunto com um gerador de radiofrequência, para ablação cardíaca. Os cateteres NAVISTAR® THERMOCOOL ®, EZ STEER® THERMOCOOL ®NAV, THERMOCOOL ® SF NAV e THERMOCOOL SMARTTOUCH ® Biosense Webster fornecem informações da localização quando utilizados com o Sistema Carto® EP. Registro Anvisa: NAVISTAR® THERMOCOOL ®(RA: 80145901269), EZ STEER® THERMOCOOL ®NAV (RA: 80145901249), THERMOCOOL ® SF NAV (RA: 80145901399) e THERMOCOOL SMARTTOUCH ® (RA: 80145901380); Sistema Carto® 3 (RA: 80145901192)


Consulte o seu médico para saber se ablação por cateter é a melhor forma de tratamento para você. Assim como qualquer tratamento médico, resultados individuais podem variar. Somente um cardiologista ou eletrofisiologista podem dizer se a ablação é a forma mais apropriada de tratamento para você. Todo e qualquer medicamento deve ser prescrito por um médico capacitado


© Biosense Webster, Inc. 2019 020689-170815

CLOSE ✕